Es.pa.ço s. m. 1. Fís. Extensão tridimensional ilimitada ou infinitamente grande, que
contém todos os seres e coisas e é campo de todos os eventos.
I.ma.gi.ná.rio adj. 1. Que só existe na imaginação. 2. Que não é real. 3. Ilusório. S. m. Escultor de imagens.



quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Cinco livros 2

1. Por uma Arquitetura, Le Corbusier
Poucos movimentos na arquitetura foram tão amados e odiados quanto o modernismo: rechaçado pelos acadêmicos do início do século XX, aclamado pelos artistas na primeira metade do século, criticado pelos pós-modernos a partir da década de 60, o modernismo foi uma das aventuras mais rebeldes e empolgantes da história da arquitetura. Por uma Arquitetura é um impressionante manifesto em favor da Arquitetura Moderna, da autoria do irônico Le Corbusier. Através das críticas aos seus "colegas" da Academia de Belas Artes, Corbu destrincha neste livro boa parte de seus ideais. Leitura indispensável para os entusiastas do modernismo.
2. A insustentável leveza do Ser, de Milan Kundera
Um dos livros mais densos que eu já li em toda a minha vida!. O autor utiliza a história de quatro personagens completamente diferentes entre si para filosofar sobre a essência da vida humana, e nos questionar sobre o sentido da vida e da morte. Fabuloso!
3. Ei, tem alguém aí?, de Jostein Gaarder
Na noite em que espera pela chegada de seu novo irmãozinho, Joakim, um garotinho de oito anos, recebe a visita de um alienígena chamado Mika. Enquanto espera seus pais voltarem da maternidade com seu irmãozinho, Joakim e Mika conversam sobre várias das questões que a filosofia tenta responder. Jostein Gaarder, autor de O mundo de Sofia, consegue mais uma vez escrever um livro fascinante sobre filosofia, que agrada adultos e crianças.
4. Deuses, Túmulos e Sábios, de C.W. Ceram
"O romance da Arqueologia" de Ceram trata de um assunto fascinante: a história da arqueologia. Ceram relata as principais descobertas arqueológicas dos últimos séculos: que tal visitar as cidades de Herculano e Pompéia, que foram simultaneamente destruídas e preservadas por uma erupção do Vesúvio? Ou descobrir como o brilhante Champollion decifrou a complicada escrita hieroglífica egípcia usando a Pedra de Roseta? Leitura para muitas horas...
5. O Poder do Mito, de Joseph Campbell e Bill Moyers
Joseph Campbell foi uma das maiores autoridades mundiais em mitologia. Sua morte em 1987 com certeza foi uma grande perda para quem se dedica a esse assunto. De certa forma, o livro o Poder do Mito, transcrito a partir de um série de entrevistas compiladas em DVD de mesmo nome, foi um presente para os estudiosos e entusiastas como eu. O poder do Mito é um livro fascinante, em que Joseph Campbell fala sobre os mitos e sobretudo sobre a importância destes em nossas vidas, mesmo na era da tecnologia.

Nenhum comentário: